segunda-feira, 24 de julho de 2017

Valença Marca o Bom Caminho Para Santiago 42 Mil Peregrinos em 2017

Valença surpreende, cada vez mais, os peregrinos dos Caminhos de Santiago. Até ao final do ano são esperados mais de 42 mil peregrinos.
Terça-feira, 25 de julho, Dia de Santiago, Valença dará a conhecer os novos investimentos nos percursos da Costa e do Interior, do Caminho Português. O ato começará às 10h, no Albergue de São Teotónio, com a presença do diretor do Xacobeu, Rafael Bargiela. Segue-se uma visita à exposição “Via Iacobitana”, na Loja de Turismo, promovida pela Xunta de Galicia.
Nova Sinalética no Caminho da Costa
O percurso de Valença, do Caminho da Costa, conta já com nova sinalética constituída por 16 postes de orientação e 20 placas de chão, na Fortaleza. Até ao final do verão serão colocados três postes informativos, na rotunda da Trapicheira, Albergue e entrada da Ponte Internacional. A Câmara Municipal readaptou, também, um espaço devoluta, em Fontoura, no Caminho Interior, para apoio aos peregrinos. 
Valença Marca os Peregrinos
Valença proporciona uma experiência única aos peregrinos: a meio da ponte internacional, em pleno Caminho, é possível estar com um pé em Portugal e outro em Espanha, sobre o rio Minho, com a Catedral de Tui em frente a a Fortaleza de Valença atrás.
Dinamização da Economia Local
O crescente volume de peregrinos tem potenciado a oferta da atividade turística direcionada para este nicho de mercado. Para além do Albergue de São Teotónio, propriedade da Câmara de Valença, existem mais três albergues privados e o número crescerá mais, em breve. Para além dos albergues o volume de peregrinos reflete-se nas demais unidades de alojamento local, hotelaria, restauração e comercio em geral.  Produtos adaptados para quem faz o Caminho de Santiago, como por exemplo o Menu do Peregrino. 
Caminho da Costa Paralelo ao Rio Minho.
O percurso do Caminho da Costa decorre paralelo ao rio Minho, cheio de marcas históricas, valores patrimoniais e uma natureza que apaixona. O Biótipo da Veiga da Mira e as florestas ripicolas acompanham este traçado. Os cruzeiros, a ponte romano / medieval da Veiga da Mira, pelo traçado da estrada romana, conduz os peregrinos até à Fortaleza de Valença.