segunda-feira, 12 de setembro de 2016

"Para o setor automóvel o destino é o Alto Minho"

Que fatores estarão a trazer as empresas da Galiza para o Alto Minho?
Esta mudança tem a ver com os investimentos que a PSA tem em curso, para os novos modelos, K9, em  2017, e P14, a partir de 2020. Até 2026. está garantido muito trabalho para a região. Mas a PSA alertou que só conseguiria atrair novos investimentos se fosse mais competitiva. Isso seria difícil se os fornecedores se mantivessem em Espanha. A alternativa mais próxima seria Portugal e. a seguir. Marrocos.
A Galiza, neste momento, não está a ser opção. Para os setores automóvel e de metalomecânica, o destino é o Alto Minho. Há fábricas a vir para Valença, Ponte de Lima. Paredes de Coura e Viana do Castelo.
Que investimentos estão em curso em Valença?
Neste momento, temos 10 unidades, 80% das quais galegas. O investimento atinge 30 milhões de euros.
Valença está a ficar sem terreno industrial?
Estamos a terraplenar mais cinco hectares. Temos duas zonas industriais, Grandra e S. Pedro da Torre. A segunda está esgotada. Não oferecemos o terreno, mas estamos com preços competitivos, sobretudo
para grandes áreas, superiores a 20 mil metros quadrados.
in Jornal de Notícias