sexta-feira, 19 de janeiro de 2018

Droga Entrava por Valença e Monção

A Polícia Judiciária (PJ) desmantelou uma rede, alegadamente, responsável por trazer cocaína da Galiza, através da zona de Valença e Monção, no Alto Minho, que depois vendia no Porto.
Em comunicado, a diretoria do Norte adiantou ter detido quatro homens, suspeitos da autoria do crime de organização criminosa e tráfico de estupefacientes.
No decurso da operação policial, foram “efetuadas 20 buscas, 11 domiciliárias, tendo sido apreendidas cerca 1.150 gramas de cocaína, o que equivaleria a cerca de 5.750 doses individuais, para além de três viaturas, um motociclo, duas prensas e cerca de 500 gramas de produto de corte e mais de 43 mil euros”.
Os detidos, “com antecedentes criminais, têm idades entre os 30 e os 38 anos, sendo um empresário, outro vendedor de automóveis, um estafeta e outro desempregado”.
A investigação, iniciada em 2017, “visou um grupo estruturado e organizado hierarquicamente que fazia entrar grandes quantidades de produto estupefaciente no nosso país, particularmente cocaína”.
A droga, adiantou aquela força policial, “era introduzida, por via terrestre, pela zona de Valença e Monção, com ligações à Galiza e transportada em viaturas automóveis”.
A droga era “distribuída e comercializado no Grande Porto, sendo vendida a outros traficantes para distribuição em zonas relacionadas com a compra e venda de estupefacientes”.
A operação contou com a participação de investigadores da diretoria do Norte, da Direção de Investigação Criminal de Braga, com a colaboração do Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Valença do Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo e de uma equipa cinotécnica do Comando Territorial da GNR do Porto.
A investigação contou também com a cooperação da Guarda Civil espanhola (ECO Galiza).
in Rádio Alto Minho

Sem comentários:

Publicar um comentário