quinta-feira, 24 de novembro de 2016

CPCJ-Valença leva a debate os Novos Desafios das Famílias

No passado dia 18 de novembro, no auditório da Escola Superior de Ciências Empresariais, foi dinamizado pela CPCJ de Valença, o seminário: „Família- Novos desafios“. 
Esta iniciativa surgiu associada a uma das principais missões incumbidas às CPCJs,enquanto Entidades com Competência em Matéria de Infância e Juventude, a de contribuir para  dinamização de uma cultura local de prevenção primária no domínio da promoção dos direitos das crianças e dos jovens. Contou com a presença  mais de  uma centena de técnicos, das mais diversas áreas profissionais:serviço social, educação, psicologia, saúde, direito e ainda com autoridades locais e distritais, bem como com cidadãos desta comunidade. 
A CPCJ considerou pertinente  e  necessário  promover a reflexão, a discussão e o debate  sobre um dos fenómenos considerados “célula mater” das transformações sociais – A família.
Fala-se frequentemente da “crise da família, no Ocidente” que se instaurou, sobretudo, longo das últimas décadas.É comum considerar-se que  a generalizada aceitação social do divórcio, o declínio da instituição do casamento e a baixa taxa de natalidade são os fenómenos que mais contribuem para  o  “enfraquecimento da família”.
Todavia esses fenómenos surgem frequentemente associados a muitos outros, tais como: os novos modelos familiares, caracterizados pelas mudanças nas relações entre os sexos e as gerações,a relativa liberdade da sexualidade face ao entorno conjugal, a inserção massiva da mulher no mercado de trabalho, o questionar da autoridade paternal ou ainda a pouca  atenção ao desenvolvimento das necessidades infantis e dos idosos.
De forma cada vez mais recorrente, surge a necessidade de resolução  de  problemáticas associadas às contínuas transformações e/ou disfunções das dinâmicas familares.
Para abordar esta temática complexa e abrangente foram convidados  especialistas  e moderadores credenciados que ajudaram a promover a reflexão e o debate sobre  três vertentes associadas às transformações do paradigma "Família":
a pedagógica:“Parentalidade positiva - Educar da cabeça para o coração”,pela Dra. Magda Dias, especialista em coaching parental, autora dos livros “Berra-me baixo” e “Crianças felizes”,moderada pela Dra. Marta Vieito, coordenadora do Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental, de Viana do Castelo;
a sociológica: “ O impacto da separação nas dinâmicas familiares”,pela a Dra. Bárbara Figueiredo,professora agregada e investigadora da Escola de Psicologia da Universidade do Minho,moderada pela Dra.Gabriela Silva,diretora do Núcleo  de Infância e Juventude do Centro Distrital da Segurança Social;
a jurídica: “ O papel e a intervenção da escola em situações de conflito parental” , pelo Dr. António José Barrocal Fialho, juíz de direito, do  Tribunal de Família e Menores do Barreiro e membro da Rede Internacional de Juízes da Conferência de Haia, moderada pela Dra. Angela Evangelista, diretora do Agrupamento de Escolas de Muralhas do Minho.
Na sessão de abertura, a presidente da CPCJ Aurélia Correia lançou o desafio a outras CPCJs do distrito  para que juntem  sinergias e  futuramente  se  organizem  ações   de cariz preventivo intermunicipais. 
Na sessão de encerrramento, a  Dra. Elisabete Domingues, vereadora dos pelouros da Educação e Ação Social do Município de Valença e comissária da CPCJ- Valença reiterou este desafio salientando que a proteção e a promoção dos direitos das crianças e jovens exige uma intervenção multidimensional e concertada.Por tal manifestou a disponibilidade   deste Município para acolher iniciativas e projetos que tenham como base uma intervenção intermunicipal.
A comissão organizadora agradece a colaboração de várias entidades, nomeadamente: a Academia de Música de Fortaleza de Valença, o Clube de Leitura: “Chá Com Palavras”, ambos responsáveis pelos nossos momentos culturais, ao Centro de Formação do Vale do Minho, ao jornal “O Valenciano”  e revista “Vale Mais” que colaboraram na divulgação do evento, à Escola Superior de Ciências Empresariais, que disponibilizou o auditório,à Delta que patrocinou o serviço de café  e um agradecimento especial à ETAP de Vila Praia de Ancora e aos seus alunos dos Cursos de Restauração e Receção e ainda ao Sr. Hilário Correia, que concebeu a magnífica decoração do cenário.
A finalizar ficou o lema: “Vamos em conjunto prevenir para evitar continua e isoladamente  remediar”, pois ...“Famíla é onde a nossa história começa”