quarta-feira, 25 de maio de 2016

Passo de Gigante da Fortaleza de Valença Rumo ao Património Mundial

A candidatura da Fortaleza de Valença já está inscrita da Lista Indicativa de Portugal da UNESCO. Um passo de gigante que coloca a nossa fortificação rumo à classificação como Património Mundial.
A Fortaleza de Valença integra a candidatura das Fortalezas Abaluartadas da Raia Luso-Espanhola, uma iniciativa de Almeida, Elvas, Marvão e Valença, uma candidatura conjunta que tem vindo a ser desenvolvida com o apoio de várias universidades.
A candidatura foca-se no Sistema Defensivo das Fortalezas Abaluartadas da Raia Luso-Espanhola, na cultura raiana e na sua localização num espaço que confina uma das linhas de fronteira mais antigas do mundo. Com este argumento, os municípios proponentes alcançaram da Comissão Nacional da UNESCO (passo obrigatório para a obtenção da classificação), a inclusão das Fortalezas Abaluartadas da Raia na Lista Indicativa de Portugal a Património Mundial da UNESCO.
Único à escala mundial, este sistema defensivo apresenta-se com um carácter de excecionalidade, potenciador da conservação deste legado patrimonial e dinamizador da cultura e do turismo. A obtenção do galardão da UNESCO trará grandes vantagens para este território raiano e para Portugal, enriquecendo também a lista de bens já classificados como Património Mundial.
O conjunto da Fortaleza de Valença, tem uma extensão aproximada de 5,5 Km's de muralha e está já classificado como Património Nacional de Portugal. A Fortaleza é constituída por fortificações abaluartadas e medievais. O núcleo edificado intramuros apresenta uma área de 212 233 m2 que se desenvolvem em dois corpos, o Recinto Magistral e a Coroada, interligados pelas Portas do Meio. A área de proteção tem 432.737 m2 e inclui a Ponte Centenária Internacional, sobre o rio Minho, principal símbolo das relações transfronteiriças entre Portugal e Espanha.
Os municípios proponentes estão a desenvolver um dossier conjunto de candidatura, tendo por base os trabalhos já realizados pelos municípios e com o suporte científico de várias entidades.
Para o Presidente da Câmara de Valença, Jorge Salgueiro Mendes, “A classificação como Património Mundial será a maior promoção de sempre de  Valença”.