segunda-feira, 30 de maio de 2016

Valença Reciclou 545 Toneladas em 2015

Papel salvou 4576 árvores e com o Vidro Poderia Fazer a Maior Garrafa do Mundo 
Valença tem vindo a reforçar a seleção / triagem dos desperdícios domésticos apostando no reaproveitamento dos resíduos sólidos urbanos.
Em 2015 Valença reciclou 545 085 Kg de papel, vidro, cartão, roupa, óleos, materiais elétricos e velas reaproveitando e dando nova utilização a produtos que noutros tempos iam diretamente todos para o lixo.  Valores que quase duplicam os 356 760 Kg reciclados em 2009. 
A título de curiosidade, em 2015, só no papel, os valencianos evitaram o corte de 4576 árvores com o gesto de colocar o papel no papelão. Com o vidro reciclado, em Valença, em 2015,  seria possível fazer a maior garrafa do mundo com aproximadamente 281 metros de cumprimento e 88 metros de largura.
Os números da reciclagem em Valença refletem um aumento considerável que repercute a consciencialização pública para a importância de reciclar e reutilizar. Este é o resultado das campanhas de informação junto da comunidade, sobretudo, dos centros escolares do concelho. A ampliação das redes de recolha de produtos recicláveis proporciona, aos cidadãos, hoje, múltiplas oportunidades de colaborarem num ambiente mais saudável e limpo.
Hoje, Valença possui uma rede de oleões para recolha de óleos domésticos,  um sistema de recolha de parafina (velas) em todos os cemitérios do concelho, pontos de recolha de materiais elétricos, contentores para reciclagem de roupa e uma rede de 54 ecopontos de superfície, distribuídos pelo concelho e 5 ecopontos subterrâneos na cidade para a recolha seletiva de vidro, papel e cartão. 
Os desperdícios que não se enquadram nos contentores de reciclagem vão para os contentores comuns de lixo que conta em Valença com uma rede de 881 contentores de superfície, distribuídos pelo concelho e 35 contentores subterrâneos, localizados na área urbana. Estas estruturas recolheram em 2015, 7 102 480 kg (em 2009 foram recolhidos 7 198 560 kg). Valores que refletem uma diminuição dos desperdícios e uma maior consciencialização pública para a reciclagem.